The Walking Dead: o fenômeno da cultura pop que revolucionou a TV

"The Walking Dead" tem ótimas cenas de ação e zumbis bem nojentos, mas são os conflitos dramáticos dos personagens que garantem seu sucesso

“The Walking Dead” é uma série original do canal AMC , transmitida no Brasil pelos canais FOX, na TV paga, e Bandeirantes, na TV aberta. Criada em 2010 pelo cineasta e roteirista Frank Darabont , o programa é uma adaptação das histórias em quadrinhos homônimas de Robert Kirkman , Tony Moore e Charlie Adlard. Os quadrinhos são publicados desde 2003 nos Estados Unidos. No Brasil, com a popularização da série, a HQM Editora passou a publicar as histórias em quadrinhos a partir de 2012.

Reconhecido por prestigiar o cinema clássico americano, o canal AMC se reinventou no final dos anos 2000 ao apostar em séries com temáticas adultas, propostas narrativas ousadas, personagens moralmente questionáveis e em eventuais rompantes de violência. “Mad Men” e “Breaking Bad” foram mais premiadas, mas “The Walking Dead” , reiterando recordes de audiência e engajamento das redes sociais, que se consolidou como o grande cartão postal do canal que tomou a frente da HBO como o principal produto premium da televisão dos EUA.

The Walking Dead
Divulgação
The Walking Dead

Início do hype

Pensada originalmente como uma minissérie, o show estreou em 23 de outubro nos Estados Unidos e reuniu mais de cinco milhões de pessoas em frente à televisão. À época, um recorde para o canal. A cada episódio, foram seis no total, o programa mobilizava mais interesse da mídia especializada e do público que, ao fim de cada exibição, salivava por mais nas redes sociais.

A indicação ao Globo de Ouro de melhor série dramática naquele ano foi a senha para a renovação do programa. O desejo era que se produzisse uma temporada mais longa e Frank Darabont exigiu mais dinheiro para entregar um produto com a qualidade compatível com a apresentada no primeiro ano. Não houve acordo entre o departamento comercial e o criativo sobre o orçamento para a segunda temporada e Frank Darabont, que havia dirigido três episódios e roteirizado todos do primeiro ano, decidiu se afastar do posto de showrunner (pessoa responsável pelo controle criativo de uma série). Ficou acordado que ele continuaria ligado ao programa na qualidade de produtor executivo, a quem Glen Mazzara, produtor associado alçado ao posto de showrunner, consultaria em caso de eventuais dúvidas e necessidade de aconselhamentos.

Zumbi em
Divulgação
Zumbi em "The Walking Dead"

A segunda temporada do show estreou em 16 de outubro de 2011 nos Estados Unidos e a season premiere, como é denominada a exibição do primeiro episódio da temporada, foi assistida por mais de sete milhões,  garantindo a renovação do programa por mais duas temporadas. A esta altura, os zumbis já eram grande sensação na cultura pop, vivendo seu momento mais celebrado desde que o cineasta George Romero os popularizou na década de 60.

Aproximação das HQs

Em 2012, “The Walking Dead” já era o maior hit da televisão mundial e a emissora estudava possibilidades de esticar ainda mais sua galinha dos ovos de ouro. Enquanto “Breaking Bad” e “Mad Men” continuavam a obter láureas e acolhimento crítico, a série pós-apocalíptica amealhava mais audiência e hype a cada episódio. O terceiro ano, ainda comandado por Glen Mazarra, teve 16 episódios. Oito exibidos em 2012 e oito a partir de fevereiro do ano seguinte. O hiato para as festas de fim de ano tornou-se uma característica da série a partir de então.

Com o sucesso inebriante, os produtores sentiram a necessidade de se aproximar mais da fonte, as histórias em quadrinhos, e esse movimento teve início no terceiro ano do programa, quando os protagonistas se refugiam em uma prisão – levando à TV uma das sagas mais famosas dos quadrinhos.

Foi a terceira temporada, ainda, que ofertou um dos principais antagonistas de Rick Grimes, protagonista da série vivido pelo ator britânico Andrew Lincoln. O Governador, vivido pelo também inglês David Morrissey, proporcionava uma visão alternativa ao grupo liderado por Grimes, que o espectador acompanhava desde o início.

Pôster da 3ª temporada de
Divulgação
Pôster da 3ª temporada de "The Walking Dead"

Este é o momento que Robert Kirkman, o criador dos quadrinhos, passa a colaborar como consultor do programa. A partir do quarto ano, convidado pelo AMC para atuar como showrunner, Kirkman chama Scott M. Gimple para dividir o crédito e a responsabilidade com ele. Mais tarde desenvolveriam juntos o primeiro spin-off da série, “Fear The Walking Dead”. Frank Darabont se afasta em definitivo do show.

Grimple passa a responder pelas demandas mais rotineiras da produção da série, nos sets, no dia a dia com o elenco e no diálogo com a emissora e Kirkman se concentra nas decisões criativas e no trabalho com os roteiristas para desenvolver as tramas. “The Walking Dead”, sob Kirkman, passa a se aproximar cada vez mais dos quadrinhos e personagens, fases, sagas e até mesmo mortes que ocorreram nas HQs surgem na série de TV.

Reações adversas

A partir da quinta temporada, no entanto, a série começa a oscilar na audiência e, na esteira de críticas pouco amistosas em veículos de prestígio da imprensa americana como The Hollywood Reporter e Variety, surgem as primeiras reações adversas a série nas redes sociais. Reclamações sobre o ritmo do programa passam a ser uma constante e a qualidade narrativa da série, frequentemente questionada.

O ritmo de “The Walking Dead” sempre foi lento, mas sob o comando de Robert Kirkman a série passou a ter arcos muito claros que não necessariamente demandavam 16 episódios e esse gargalo narrativo passou a incomodar uma fatia dos espectadores.

De todo modo, a série continuou a registrar recordes de audiência e engajamento nas redes sociais, ganhando um emoji exclusivo para o Twitter antes de sua grande rival contemporânea, “Game of Thrones”.

Tema

A série ambienta-se em um tempo indeterminado, posterior ao assim denominado apocalipse zumbi. Os primeiros anos se concentram nos arredores de Atlanta, no estado da Geórgia. Um pequeno grupo de sobreviventes tenta entender esse novo mundo povoado por zumbis, chamados pelos protagonistas de “walkers” (aqueles que andam ou andarilhos em traduções possíveis). A cada nova temporada, mais personagens, conflitos e invariavelmente mortes se enumeram.

Cena do primeiro ano de
Divulgação
Cena do primeiro ano de "The Walking Dead": um novo elenco a cada temporada

Uma das principais características de “The Walking Dead” é justamente a falta de pudor em eliminar personagens tidos como principais. As últimas temporadas aumentaram a escala do programa e o contexto pós-apocalíptico em que esses personagens estão inseridos. Os zumbis passaram a servir menos como metáforas narrativas e mais como espelho do terror que é este novo mundo em que são os vivos, os que devem ser mais temidos.

Principais Personagens

Rick Grimes (Andrew Lincoln)

Rick Grimes
Divulgação
Rick Grimes

Rick é o personagem principal, tanto na HQ quanto na série. Ele é o líder de um grupo de sobreviventes do apocalipse zumbi, justamente o que acompanhamos desde o início do programa. Ele é um vice-xerife de uma pequena cidade, casado com Lori, vivida pela atriz Sarah Wayne Callies, e pai de Carl, interpretado pelo ator Chandler Riggs. "The Walking Dead" começa justamente com ele acordando de um coma no hospital e descobrindo que o mundo estava infestado de mortos-vivos. A princípio, o show é centrado nas tentativas de Rick de encontrar e proteger sua família. Depois de acha-los, o programa explora seu papel como líder de um grupo de sobreviventes em um mundo pós-apocalítico. No decorrer da série, Rick sofre inúmeras transformações. Ele passa de um homem honrado, prestativo e bom para um homem vingativo, obscuro, tirânico e frio.

“The Walking Dead” submete seu protagonista a grandes provações e delas extrai essas mudanças de rumo. Rick é um homem que se moldou ao mundo em que vive e quando esse mundo vislumbra alguma esperança, ele se torna um homem mais solar, atencioso. Mas quando acuado e desafiado, ele se torna uma fera difícil de ser contida.

Shane Walsh (Joe Bernthal)

Shane Walsh
Divulgação
Shane Walsh

Melhor amigo do protagonista, Shane é um protagonista secundário na primeira temporada, atuando como líder até Rick chegar. O estranhamento entre os dois, provocado por um inesperado triângulo amoroso, é um dos pontos altos da primeira temporada. Shane se ressente da forma como Rick reclama a liderança do grupo e discorda frontalmente da maneira dele conduzir as coisas. Na segunda temporada, a última do personagem, a rivalidade entre Shane e Rick atinge proporções impensáveis com consequências traumáticas para todo o grupo.

Pavio curto, Shane parece ter se ajustado mais rapidamente do que muitos outros ao novo mundo povoado por mortos-vivos.

Lori Grimes (Sarah Wayne Callies)

Lori Grimes
Divulgação
Lori Grimes

Pensando que seu marido estava morto e desolada com a nova realidade, Lori acaba se envolvendo com Shane. Depois do retorno de Rick, ela restabelece a relação com o marido e isola Shane, que reage cada vez mais agressivamente às circunstâncias. Extremamente zelosa, ela se vale de esposa leal e apoia Rick em todas as difíceis decisões que ele se vê obrigado a tomar na condição de líder do grupo.

Na segunda temporada da série, se descobre grávida e a dúvida sobre quem é o pai alimenta alguns episódios. A personagem morre no parto de Judith em um dos episódios mais impactantes da terceira temporada do programa.

Andrea (Laurie Holden)

Andrea
Divulgação
Andrea

Uma das personagens favoritas dos fãs, Andrea logo percebe que o mundo em que vive se transformou. A morte de sua irmã, ainda na primeira temporada, contribui diretamente para o enrijecimento da visão de mundo da personagem. Integrante do grupo de Rick, ela se perde da trupe no final da segunda temporada e acaba no grupo liderado pelo governador ( David Morrissey ). O arco da personagem responde pelos grandes momentos da terceira temporada da série; ano que marca a despedida de Andrea da trama.

Dale Horvath (Jeffrey DeMunn)

Dale Horvath
Divulgação
Dale Horvath

Um dos personagens que provocam profunda ruptura entre quadrinhos e série, já que na TV o personagem, que morre na segunda temporada, vive muito mais tempo nas HQs. Em ambas as mídias, no entanto, ele é mostrado como sendo o membro mais sábio do grupo de sobreviventes, bem como o seu principal centro moral. Dale usa um balde e chapéu de pescador, mas na verdade, tinha trabalhado como um vendedor de carros, uma ocupação que, apesar de sua natureza de baixo calibre, deixava-o satisfeito. Por mais de vinte anos, ele manteve um casamento estável e amoroso com uma mulher chamada Erma. Ele a perdeu para o câncer, o que transformou sua visão de mundo mais significativamente do que o apocalipse zumbi.

Glenn Rhee (Steven Yeun)

Um dos personagens mais queridos pelos fãs, Glenn era um sujeito pacato antes do apocalipse, mas acabou se transformando completamente após a pandemia zumbi. Presente desde a primeira temporada, o personagem se envolve amorosamente com Maggie, que entra para o elenco regular no 2º ano, e, junto com Daryl, assume posto de sub liderança no grupo comandado por Rick.

Daryl Dixon (Norman Reedus)

Daryl Dixon é um personagem original e não está presente na série em quadrinhos. Tornou-se imensamente popular desde sua primeira aparição, na primeira temporada. Daryl é um homem racista, conflituoso e agressivo que idolatra seu irmão mais velho, Merle Dixon, mas que vai mudando nesse cenário pós-apocalíptico. É uma das maiores transformações da série e ver Daryl lutando contra seu instinto de ser solitário e se tornando um dos personagens mais humanos e solidário do show, é nitidamente uma das maiores belezas de “The Walking Dead”.

O personagem empunha uma Besta, o tornando ainda mais fatal. Exímio caçador, também maneja muito bem toda e qualquer arma de fogo.

Carl Grimes (Chandler Riggs)

Outro personagem com uma evolução interessante no programa. Filho de Rick Grimes, ele se aproximou da visão de Shane nos primeiros anos da série e gosto do garoto por matar preocupava o pai em relação ao futuro de seu filho neste planeta dominado por zumbis. Aos poucos, porém, muito em virtude de alguns traumas que vão surgindo pelo caminho, Carl reestabelece seu centro moral. A chegada da irmã mais nova é elemento fundamental para essa guinada do personagem.

Carol Peletier (Melissa McBride)

Talvez seja a personagem que sofreu mais mudanças na série em relação à encarnação nas HQs. Carol é uma mulher de vinte e quatro anos, mãe de Sophia, que exibe um comportamento neurótico, sarcástico e ingênuo. A personagem se mostra cada vez mais instável e ruma para a autodestruição. Seu ciclo na série é um tanto diferente, com uma personagem inicialmente tímida e amorosa, que gradualmente adquire uma força interior. Ela se mostra muito mais capaz e emocionalmente estável do que sua versão nos quadrinhos. Essas mudanças começam a acontecer após a morte de sua filha. Além disso, a violência doméstica praticada por seu marido foi explicitamente mostrada no programa; nas HQs esse trauma é apenas rapidamente mencionado.

Merle Dixon (Michael Rooker)

Merle é um ex-militar racista e muito violento. Seu temperamento explosivo e agressivo o coloca em conflito com diversas pessoas do grupo de sobreviventes. Merle foi deixado, por Rick Grimes e T-Dog, algemado no topo de um prédio infestado de zumbis no piloto da série. Para tentar sobreviver, o mais velho dos Dixon amputa a própria mão. Seu paradeiro é desconhecido até meados da segunda temporada, quando retorna e introduz novos conflitos no seio do grupo e no programa.

Morgan Jones (Lennie James)

É Morgan quem salva um Rick Grames catatônico com a nova realidade deste novo mundo povoado por zumbis no começo de “The Walking Dead”. Ainda no primeiro ano, Morgan e Rick seguem caminhos distintos, com o último saindo em busca de sua família. O personagem tem rápidas aparições no terceiro e no quinto anos e volta ao elenco regular da série a partir da sexta temporada, com uma filosofia de vida totalmente diferente e representando um novo paradigma para o grupo de Rick.

Hershel Greene (Scott Wilson)

Veterinário bastante religioso e proprietário de uma fazenda distante e isolada, Hershel aparece pela primeira vez na segunda temporada da série. Antes de ser pai, Hershel era alcoólatra, mas deixou o vício após o nascimento de Maggie. Ele, inclusive, vetou todo e qualquer tipo de bebida alcoólica em casa. Algum tempo após a morte de sua primeira esposa, Hershel se casa com Annette Greene que já tinha um filho chamado Shawn. Hershel tem outra filha chamada Beth, fruto da união com Annette.

Quando o apocalipse acontece, Annette e Shawn são mordidos e transformados. Acreditando na descoberta da cura, Hershel os tranca junto com alguns conhecidos no celeiro de sua fazenda. Quando Rick aparece com seu filho baleado na fazenda, Hershel o ajuda realizando uma cirurgia para salvar a vida do garoto. O idoso permite que Rick e seu grupo fiquem na fazenda até Carl melhorar, e a menina Sophia que estava desaparecida aparecer. Mas durante esse convívio muitas coisas acontecem e essa estadia temporária do grupo de Rick ocupa toda a segunda temporada. A morte do personagem, na quarta temporada, é uma das mais impactantes do programa.

Maggie Greene (Lauren Cohan)

Filha de Hershel, Maggie sente profundamente a morte da mãe. Ela se torna rebelde e estabelece uma difícil convivência com a nova mulher do pai e com sua irmã mais jovem. No entanto, o apocalipse zumbi lhe dá nova perspectiva. Inicia um relacionamento com Glenn e surpreendentemente passa a ser uma valorosa voz da razão para seu pai arredio com as tendências demonstradas pelo grupo de Rick.

Beth Greene (Emily Kinney)

Filha mais nova de Hershel, Beth afunda em depressão depois de assistir a seus familiares e vizinhos, transformados em zumbis e alojados no celeiro do pai, serem mortos. Ela tenta convencer Maggie a suicidar-se com ela. Pouco depois, ela tenta o suicídio ao cortar os próprios pulsos no banheiro. A personagem sofre outra grande perda com a morte de seu namorado, Jimmy, quando a fazenda é tomada por mais zumbis no arco final da segunda temporada.

A personagem passa por grandes transformações ao longo do programa. Um dos arcos mais interessantes da personagem é no fim da quarta temporada e início da quinta, quando ela e Daryl se perdem do restante do grupo e são obrigados a conhecerem um ao outro melhor. Das angústias às virtudes, passando, inclusive, por características do passado de ambos.

Michonne (Danai Gurira)

Michonne faz sua primeira aparição nos últimos segundos da segunda temporada. Ela salva Andrea de um zumbi, decapitando-o com sua katana. Como nos quadrinhos, ela é acompanhada por dois zumbis acorrentados a seu lado, com os braços e as mandíbulas inferiores removidos (para impedi-los de atacá-la ou mordê-la). Ao remover a sua capacidade de comer, Michonne efetivamente doma estes zumbis, além de usá-los para carregar malas e tê-los como estratégias de camuflagem. Arredia a princípio, a personagem vai readquirindo a confiança nos seres humanos depois que passa a conviver com o grupo liderado por Rick.

O Governador (David Morrissey)

O Governador é o líder da cidade de Woodbury, formada por sobreviventes do apocalipse zumbi. Seu verdadeiro nome é Philip Blake e ele é o primeiro grande antagonista de Rick a surgir em “The Walking Dead”.  Ele apresenta um discurso todo em prol da democracia, mas, na verdade, manipula os sobreviventes que lidera. Na prática, se revela um ditador inflexível. Ele aparece pela primeira vez na terceira temporada, sempre ao lado de capangas que costumam seguir suas ordens, entre eles Merle, Martinez e Shumpert.

Um dos personagens mais carismáticos do programa, o governador reaparece na quarta temporada e ganha um arco só seu.

Tyreese Williams (Chad Coleman)

Um dos personagens mais queridos das HQs, Tyreese estreia na série de TV na terceira temporada.  Ele é apresentado como sendo de Jacksonville, na Flórida, junto com sua irmã Sasha (que só existe na série de TV). Ele e Sasha se escondem no porão da casa de um vizinho, quando o surto ocorre, onde permanecem por alguns meses até os mantimentos se esgotarem. Ao saírem do porão, se deparam com outro grupo de sobreviventes, juntando-se a eles. O acampamento é destruído e pouco a pouco o grupo é reduzido, com a morte de seus integrantes, até que resta apenas ele, sua irmã Sasha, e uma família de três pessoas. Eles acabam descobrindo por acaso a prisão em que o grupo de Rick se abriga no terceiro ano.

O arco com Carol, no fim do quarto ano e no começo do quinto, é o mais interessante do personagem na série. Tyreese morre em “What Happened and What´s Going On”, episódio de estreia da midseason da quinta temporada.

Negan (Jeffrey Dean Morgan)

Há muitos personagens que vem e vão em “The Walking Dead”, mas nenhum deles recebeu tratamento tão solene quanto Negan. Todo o sexto ano do show – especialmente sua segunda metade – se dedicou a preparar o terreno para a chegada do personagem, que só acontece nos minutos finais da season finale. Jeffrey Dean Morgan, que já atuou em “Grey´s Anatomy” e “Supernatural”, dá vida a essa figura que se firma como o segundo grande antagonista de Rick e que, a julgar pelos eventos do final do sexto ano, gerará marcas profundas e potencialmente irreparáveis no grupo.

Primeira temporada

A série inicia com Rick Grimes sendo ferido em um tiroteio com criminosos armados. Ele desperta semanas depois de um coma em um hospital abandonado e muito danificado. Ao sair, Rick descobre um mundo pós-apocalíptico invadido por zumbis. Rick também descobre que sua esposa e filho estão desaparecidos, e ele encontra dois sobreviventes - Morgan Jones e seu filho Duane - que inteiram de toda a situação vigente.

Cena da primeira temporada de
Divulgação
Cena da primeira temporada de "The Walking Dead"

Rick resolve partir para Atlanta, na Geórgia, onde o Centro de Controle e Prevenção de Doenças (CCD) disse ter criado uma zona de segurança na cidade. Ao chegar a Atlanta, ele logo descobre que a cidade também foi tomada por zumbis.

A poucos quilômetros fora da cidade, Lori e Carl, esposa e filho de Rick, se escondem dos zumbis com Shane, parceiro de trabalho de Rick e seu melhor amigo, que se apaixonou por Lori. Eles estabelecem um acampamento com um pequeno grupo de sobreviventes. Vários membros do grupo foram para o centro de Atlanta em busca de suprimentos, sendo que um deles, Glenn, resgata Rick, que foi cercado por zumbis após se refugiar em um tanque de guerra.

Os membros do grupo têm problemas com Merle, e Rick algema-o no telhado de uma loja de departamentos. Toda a cena lembra muito alguns clássicos do cineasta George Romero.  No acampamento, Rick reencontra Lori e Carl e assume o comando com Shane. Após uma séria desavença com Daryl, eles voltam para a cidade em uma tentativa de resgatar Merle, irmão de Daryl, e recolher uma sacola de armas que Rick havia deixado para trás, mas encontram apenas a mão de Merle serrada.

Cena do primeiro ano de
Divulgação
Cena do primeiro ano de "The walking Dead"

Um grupo de zumbis ataca o acampamento e várias pessoas morrem, entre elas Amy, irmã de Andrea, e Ed Peletier, marido de Carol. A maioria do grupo parte para buscar ajuda no CCD. Lá, os sobreviventes descobrem que todos os membros da equipe que atuavam no lugar já fugiram ou cometeram suicídio, com exceção do Dr. Edwin Jenner (Noah Emmerich). Ele explica que sua pesquisa da infecção não produziu uma cura, e ele não tem contato com alguém por um longo tempo.

 A falta de combustível para os geradores de emergência logo inicia os protocolos de segurança do edifício, que irá desencadear uma explosão projetada para destruir as instalações e evitar a fuga de doenças mortais. Dr. Jenner, Andrea e Jacqui, um membro do grupo de Rick, decidem ficar e acabar com suas respectivas lutas, mas Dale convence Andrea a não se entregar. Pouco antes da explosão, Dr. Jenner sussurra algo no ouvido de Rick e graças a Carol, que carregava uma granada na bolsa, o grupo escapa, enquanto o CCD é incinerado na explosão.

Exibição original:

De 31 de outubro de 2010 a 5 de dezembro de 2010

Segunda Temporada

A segunda temporada começa exatamente do ponto em que a primeira se encerrou. O grupo saqueia vários veículos, mas é forçado a esconder-se debaixo deles quando uma multidão de zumbis se aproxima. Um dos caminhantes persegue Sophia, filha de Carol, que tem 12 anos de idade. Sophia foge para a floresta, mas continua sendo perseguida por zumbis. Rick encontra-a, mas perde-a novamente quando age para despistar os walkers. Durante a busca por Sophia, perdida na floresta, um caçador chamado Otis atira acidentalmente em Carl. Para obter ajuda para ele, Otis leva Rick e Shane para uma fazenda isolada, que logo descobrimos ser de Hershel. Em seguida, se oferece para ir com Shane em busca de suprimentos médicos em uma escola secundária local a fim de salvar a vida de Carl, que se encontrava em estado crítico. Durante essa missão, Shane fere a perna de Otis e o deixa para ser devorado por zumbis, para que assim ele possa fugir. Os sobreviventes, em seguida, se fixam na fazenda, enquanto Carl se recupera, tentando conviver com a família de Hershel. Rick se esforça para equilibrar as expectativas e necessidades de seu grupo às práticas vigentes na fazenda.

Lori descobre estar grávida, mas não tem certeza se o pai é Rick ou Shane. Glenn se envolve romanticamente com Maggie, a filha mais velha de Hershel. Ele também descobre que o celeiro da fazenda está cheio de zumbis, que eram membros da família e vizinhos de Hershel. Depois de um ataque de fúria, Shane abre as portas do celeiro e libera os walkers para serem exterminados. É quando descobrimos que Sophia, até então desaparecida, tornou-se um zumbi. Rick, relutantemente, atira em Sophia e a mata.

Hershel, que acredita que os zumbis são "pessoas doentes" e era contra o extermínio destes, desaparece. Rick e Glenn encontram-no bebendo em um bar na cidade. No mesmo bar, dois outros sobreviventes, Dave e Tony, aparecem e iniciam um diálogo com Rick, Hershel e Glenn. A situação rapidamente fica tensa, e Rick mata os dois homens. Posteriormente, ocorre um tiroteio no bar entre Rick, Hershel e Glenn e outros homens que pertenciam ao grupo de Dave e Tony. O barulho atrai um grande número de zumbis, e um dos homens, Randall, é ferido e deixado para trás por seu grupo. Rick leva-o de volta para a fazenda. Preocupados com a possibilidade de que Randall entregue a localização do grupo,  Rick e os outros deliberam sobre o que fazer com ele.

 Um zumbi fere fatalmente Dale, forçando Daryl a sacrifica-lo. O grupo mais tarde realiza uma busca por Randall, que Shane tinha secretamente liberado e assassinado na floresta. Daryl e Glenn encontram Randall já transformado e o matam. Daryl conclui que Randall morreu após quebrar o pescoço, em vez de mordida ou arranhão.

A crescente tensão entre Shane e Rick, que marcou toda a temporada, culmina em um confronto. Shane chama a atenção de Rick para um problema inexistente, atraindo-o para matá-lo. Rick, ao descobrir as intenções de Shane, o esfaqueia no torso, matando-o. Carl chega bem a tempo de ver Shane reanimar como um zumbi e atira em sua cabeça, matando-o definitivamente. O disparo da arma atrai um grande número de zumbis, que rapidamente invade a fazenda e provoca desespero em todos os sobreviventes que lá estão.

Na batalha que se segue, Andrea é deixada para trás. Ela sobrevive por conta própria e é posteriormente resgatada por Michonne. Os demais sobreviventes se reagrupam. Depois de ouvir sobre o destino de Randall, Rick finalmente revela o que Jenner lhe sussurrou no CDC. Ele explica ao grupo que cada sobrevivente está infectado com o vírus, que só se manifesta após a morte, e se mordido, a infecção acelera o processo de transformação. A cena final, que resiste como uma das mais impactantes de “The Walking Dead”, tem Rick estabelecendo que aquilo já não é mais uma democracia, e que quem quiser permanecer no grupo terá que aprender a obedecê-lo

Exibição original:

De 16 de outubro de 2011 a 18 de março de 2012

Terceira Temporada

A terceira temporada começa vários meses após os eventos do final do segundo ano. Após algum tempo na estrada, o grupo se depara com uma prisão fortificada e existe um debate sobre a possibilidade de convertê-la em um novo lar. Apesar de garantir a posse sobre a prisão, um zumbi morde Hershel no tornozelo e Rick é forçado a amputá-lo para que ele vire um zumbi. Eles logo descobrem vários detentos sobreviventes que estavam em outra ala da prisão.

Enquanto Rick, Daryl e T-Dog ajudam a limpar uma cela separada para que os detentos possam viver, a maioria dos prisioneiros são mortos. Os únicos prisioneiros restantes - Axel e Oscar - passam a viver numa cela separada, mas logo eles acabam se integrando ao grupo de Rick. Após uma invasão de zumbis, o grupo se divide e luta. T-Dog é mordido e se sacrifica para salvar Carol, enquanto Lori entra em trabalho de parto e é socorrida por Maggie e Carl.

Lori insiste para que Maggie realize uma cesariana de emergência para salvar o bebê. A operação resulta na morte de Lori. Carl é forçado a matá-la para evitar que ela volte como zumbi. Depois de vários dias de luto, Carl e Rick dão o nome de Judith ao bebê.

Enquanto isso, Michonne e Andrea são levadas para a cidade de Woodbury, um refúgio fortificado. Elas reúnem-se com o Governador, líder da cidade, e Andrea reencontra Merle Dixon - irmão mais velho de Daryl, que não víamos desde o pilotG. Michonne suspeita das intenções do Governador e decide ir embora, mas Andrea se recusa a ir com ela.

Na prisão, Carl encontra outro grupo de sobreviventes - liderado por Tyreese e sua irmã Sasha - e abriga-os. Rick retorna, mas enquanto ele está falando para os recém-chegados, Lori aparece para ele em uma alucinação, lançando-o em um acesso de fúria e ordenando o grupo de Tyreese a sair. Eles finalmente encontram refúgio em Woodbury. O Governador e sua equipe decidem então atacar a prisão após saber a respeito da mesma, matando Axel e rompendo os muros antes de se retirar.

Andrea, atuando como mediadora entre os dois grupos, arranja um encontro entre Rick e governador, que promete acabar com todas as hostilidades em troca de ter Michonne. Secretamente, porém, ele planeja matar todo o grupo de Rick. Andrea descobre a trama e tenta escapar da prisão, mas o Governador a captura. Rick diz a Merle, cada vez mais propenso a aderir ao grupo de seu irmão, sobre o pedido do Governador de entregar Michonne e ele se compromete a sequestrar Michonne e entregá-la. A caminho da prisão, Merle e Michonne conversam e ele resolve liberá-la. Em uma emboscada realizada pelo Governador, Merle é morto. Daryl, então, encontra Merle zumbificado e é forçado a matá-lo.

O Governador ordena a Milton que mate Andrea, e quando ele recusa, o Governador esfaqueia Milton e tranca-o em uma sala com Andrea, de modo que ele possa mata-la já transformado. O Governador, então, novamente ataca à prisão, mas o grupo de Rick encena uma emboscada e repele o ataque.

Quando os soldados de Woodbury, assustados, fogem, o Governador extermina a maioria deles por raiva. Rick, Daryl e Michonne encontram Karen - única sobrevivente do massacre - enquanto estão a caminho de Woodbury para acabar com o Governador. Karen convence Tyreese e Sasha a permitir a entrada de Rick, Daryl e Michonne. Eles, então, encontram Andrea viva, mas mortalmente ferida devido a uma mordida do Milton zumbificado. Andrea usa um revólver de Rick e se suicida com um tiro na cabeça tendo Michonne ao seu lado. A temporada termina com o grupo de Rick retornando à prisão, juntamente com os sobreviventes de Woodbury.

O Governador foge.

Exibição original:

De 14 de outubro de 2012 a 31 de março de 2013

Quarta Temporada

O grupo liderado por Rick continua tocando a vida na prisão, agora reforçada com a presença dos antigos moradores de Woodbury. O quarto ano começa com a propagação de uma epidemia que testa a solidariedade do grupo. Não obstante, há ainda a sombra do governador, cujo paradeiro permanece desconhecido.

Durante a epidemia, muitos dos sobreviventes morrem. Buscando parar a epidemia, Carol mata dois doentes moribundos a fim de parar a propagação da doença entre os outros sobreviventes. Chocado, Rick a exila do grupo. Nesse meio tempo, a prisão é atacada pelo Governador, que sequestra Hershel e o decapita na frente de todos.

Com a prisão destruída pelo Governador e sua nova tropa, o grupo de Rick entra em combate com o do Governador e muitos morrem. Incluindo o Governador.

A segunda metade da temporada começa com o grupo de sobreviventes rachado da seguinte maneira: Rick, Michonne e Carl; Sasha, Bob e Maggie; Daryl e Beth; Glenn, que se aliou no caminho com Tara, Abraham, Rosita e Eugene; e por fim Carol, Tyreese, Judith, Lizzie e Mika.

Beth é misteriosamente sequestrada. Daryl se une então a um grupo violento que persegue Rick por ele ter assassinado um de seus amigos. Cada vez mais instável, Lizzie assassina sua própria irmã e Carol se vê forçada a mata-la em um dos grandes momentos de “The Walking Dead”.

Em determinado momento, Rick, Michonne, Carl, Daryl, Glenn, Maggie, Bob e Sasha são capturados por um grupo misterioso e perverso que espalhou pela floresta várias placas falsas sobre um suposto local seguro. A temporada acaba com eles capturados em com Carol, Tyreese e Judith como esperança de sobrevivência dos ex-companheiros.

Exibição original:

De 13 de outubro de 2013 a 30 de março de 2014

Todas as notícias sobre The Walking Dead